Just Another Girl

segunda-feira, março 11, 2002


Não quero mais limites.
Estou pronta para sentir.
Quero quebrar meu muro.
Quero esmigalhar meu sentimento, quero provar que não preciso mais esconder a mim mesma.
Quero a certeza de poder voar até o mais alto ponto possível.
Como disse a Clarice, se eu posso sentir tamanha intensidade de dor também sou capaz de sentir a mesma alegria.
Cansei de reticências.

* * * * * * * * * * * *

" A força da destruição ainda se continha e ela não entendia por que vibrava de alegria de ser capaz de tal ira. É que estava vivendo. E não havia perigo de realmente destruir ninguém ou nada por que a piedade era nela algo tão forte quanto a ira: então ela queria destruir a si mesma que era a fonte daquela paixão "

Clarice Lispector - Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres.


Home